Tempo de adaptação

2 minutos para ler

Como definir o conceito de normalidade? Devemos começar por um conceito anterior. Que na verdade é de comum: o que outro tem de mim e que identifico; e o que eu tenho do outro e que ele se identifica.

O comum leva ao conceito de normalidade quando aquele padrão estabelecido comum de todos, de alguma forma garante sobrevivência e proteção àqueles que fazem parte.

Quando a sobrevivência e a proteção ficam ameaçados, já não consideramos algo como tão normal. O novo normal, na verdade, seria a proposta de um novo padrão que possa garantir nossa sobrevivência.

Hoje, o que é normal para o nosso dia a dia que até meses atrás não fazia parte da nossa rotina? Vivemos uma pandemia mundial, tivemos que nos reprimir de velhos hábitos, como: abraços, beijos, encontros com familiares e amigos … tudo para aprendermos novas formas de convívio social. Aparelhos eletrônicos, como celular e computador, passaram a ser nossa ferramenta diária, mesmo àqueles que não têm muita prática com o assunto.

Nossos hábitos de higiene pessoal, uso de máscaras e higienização de tudo que entra em nossa casa … nada disso será como antes. Encontrar alguém com máscara na rua, era por alguma situação específica ou decorrente de algum tratamento que a pessoa vinha passando. Hoje é comum. Já faz parte da nossa rotina. E deve fazer.

Além do normal, o conceito em questão traz uma palavra que pode gerar ansiedade, ainda mais neste momento. O NOVO. Por que o novo assusta e como podemos encará-lo da melhor maneira?

Proteja-se, cuide do outro, crie novas expectativas e novas rotinas. Aceite o NOVO e não fuja de novas experiências que poderão transformar a sua vida.

Texto de Núbia Coutinho, orientadora educacional do 6º ao 8º Ano do Ensino Fundamental – Anos Finais

Posts relacionados

Deixe um comentário