Resiliência e pandemia

3 minutos para ler

Os diversos efeitos psicológicos nesse período de quarentena têm dificultado a busca pelo equilíbrio entre a razão e a emoção. Nesse momento, em que nos sentimos presos de alguma forma, foi preciso uma mudança brusca em nossos hábitos, foi preciso nos redescobrirmos para um enfrentamento do que vem pela frente, nos causando muito medo e angústia.

Precisamos estar abertos à mudança, tentar nos adaptar ao novo, isso assusta cada vez mais. Nesse momento podemos pensar na resiliência pra nos ajudar nessa nova fase, compreender a capacidade de trabalhar a positividade das emoções em situações adversas, como flexibilidade, adaptabilidade, capacidade de agir rapidamente. Essas são características esperadas de uma pessoa pós-pandemia, de uma pessoa resiliente.

A pessoa resiliente tem maior senso de controle sobre sua vida, torna-se mais disposta a assumir riscos. A buscar o novo, a enfrentar os desafios de uma forma positiva, a tentar se reinventar.

Todos nós temos maneiras diferentes de gerenciar o estresse e, portanto, diferentes estratégias que podem levar a uma sensação de resiliência. Mais que isso: nossas crenças espirituais e contextos culturais também podem entrar em jogo ao desenvolver uma sensação de resiliência.

Com toda essa dificuldade de nos reinventarmos, descobrimos novos talentos, além das diversas preocupações, nos redescobrimos e muitas práticas de sucesso foram desenvolvidas por nós nesse momento em que precisamos nos reinventar. Uma experiência desafiadora para manter mente sã e corpo são. Muitos descobriram na música, na culinária, na pintura, na dança, entre outras, uma forma de se expressar, de lidar com o medo e a insegurança nesse momento.

Não existe idade para a mudança, muito menos para se redescobrir, precisamos ser resilientes para construirmos práticas de sucesso. Uma coisa é certa: voltaremos mais fortes, mais criativos e na certeza de tentarmos ser melhores a cada dia.

E você o que tem feito para se redescobrir? Uma pessoa resiliente consegue ver na adversidade uma maneira de se adaptar e consegue nesse momento tão difícil se redescobrir, consegue desenvolver práticas de sucesso pra evitar o estresse. Consegue perceber o mundo de uma forma positiva e tirar proveito de todas as oportunidades.

Faça a diferença, se reinvente, se redescubra, aproveite esse momento para obter êxito em seus objetivos!

Texto de Karla Ferreira, orientadora educacional do Ensino Médio

Posts relacionados

Deixe um comentário