plano de estudos

7 dicas para montar um plano de estudos para seu filho

Um bom plano de estudo é um passo importante para criar uma rotina que organize as matérias, diminua o estresse e, principalmente, mantenha o aluno focado em um objetivo, que pode ser melhorar o desempenho escolar ou se preparar para um vestibular que está chegando, por exemplo.

É um planejamento que funciona como um guia. A ideia é que seu filho tenha certeza de que vai conseguir terminar de estudar tudo que precisa ao longo do semestre ou antes de alguma prova importante.

Vale frisar que o plano de estudo é algo feito sob medida, considerando as necessidades e os objetivos de cada um. Por essa razão, não é uma boa ideia ir atrás de planos prontos na internet. Até porque não é difícil montar um do zero.

Neste post, explicamos 7 dicas valiosas para você ajudar seu filho a montar um plano de estudo perfeito. Confira!

1. Defina a rotina e os hábitos de estudo do seu filho

Use um documento digital ou uma folha de papel para registrar todos os compromissos que seu filho tem durante o dia, incluindo as aulas, atividades extracurriculares (como esportes ou idiomas) e as aulas do reforço escolar, se for o caso. Esse primeiro passo vai mostrar o tempo que o seu filho tem ocupado no dia.

Com essa informação, você também pode calcular quanto tempo ele tem para estudar de verdade em casa. É importante identificar se a agenda da criança não está muito cheia e, nesse caso, se isso não está atrapalhando o descanso e os estudos para a escola.

Se há pouco tempo para estudar ao longo da semana, avalie como você pode reorganizar a rotina para deixar mais tempo livre. Aqui vale a pena priorizar o que é essencial para o desenvolvimento do seu filho e cortar os compromissos secundários.

2. Planeje quanto tempo estudar cada assunto

É normal que os pais ou responsáveis pelo aluno se dediquem a comprar os materiais de estudo para garantir o bom desempenho escolar. Porém, ainda mais importante do que ter os materiais de estudo é seguir uma rotina planejada com antecedência.

Para que isso aconteça, é importante que os pais, em conjunto com as crianças, definam o tempo ideal para estudar diariamente e, dentro do período estipulado, calculem o tempo para cada assunto ou matéria.

Se o seu filho pode estudar 2 horas na segunda-feira, é importante que esse tempo seja bem dividido. Pode ficar 30 minutos para três matérias da escola e meia hora para revisar assuntos que ele já estudou.

Essa divisão é flexível de acordo com o nível de dificuldade da criança em cada assunto. É importante que a mesma matéria seja estuda pelo menos 2 vezes na semana, em dias espaçados. Isso ajuda a fixar os assuntos.

Então, por exemplo, a matéria de Matemática pode ficar na segunda-feira, na quarta-feira e, se houver necessidade, também na sexta.

Powered by Rock Convert

3. Equilibre teoria e prática

Os exercícios e simulados são uma parte importante dos estudos. É o momento de os alunos colocarem em prática conceitos mais abstratos vistos nas aulas e fixarem os assuntos. Então, uma dica interessante é incluir a resolução de questões dentro do plano de estudos. Assim, isso se torna parte da rotina do seu filho.

Esse equilíbrio entre teoria e prática também evita que os alunos fiquem com cansaço mental depois de passar horas e horas lendo sobre o mesmo assunto.

4. Separe um horário para descanso e lazer

É interessante manter um dia de descanso para evitar qualquer sinal de esgotamento. Pode ser pelo menos um dos finais de semana, por exemplo.

Vale a pena ressaltar a importância de ocupar o tempo da criança com outras coisas além de estudar. Afinal, o descanso e a brincadeira são momentos fundamentais para a saúde mental, a criatividade e o desenvolvimento de habilidades sociais do ser humano.

5. Desenvolva um calendário

Se você já tem o tempo de estudo do seu filho bem definido, chegou o momento de organizar tudo em um documento formal. O calendário pode ser feito à mão ou com ajuda de uma planilha digital. Se preferir, faça das duas formas para manter o registro em lugares diferentes.

Para ajudar na visualização, cada matéria que está presente pode ter uma cor diferente. Uma dica interessante é deixar os dias da semana padronizados em só uma cor neutra, como branco ou cinza.

6. Mantenha o plano de estudo bem visível

Uma vez que o plano de estudo foi desenvolvido, é preciso fazer com que o seu filho entre em contato com ele facilmente durante a semana. Quanto mais visível o calendário ficar, mais fácil vai ser de integrá-lo à rotina.

Se o documento do plano ficou armazenado no computador, faça uma impressão para colocar na parede do quarto ou em algum mural de aviso da casa.

7. Converse com seu filho e revise o plano

Um bom plano de estudo é flexível e deve mudar de tempos em tempos. Isso torna a rotina de estudos mais dinâmica e adaptada às novas necessidades do seu filho, além de evitar que o plano caia no esquecimento completo.

O tempo para revisar o plano de estudo pode variar muito. Nem sempre é fácil descobrir quando os horários de estudo não estão sendo mais tão efetivos quanto antes. Por isso, é importante manter o diálogo com seu filho.

Fique de olho nos sinais de que chegou a hora de revisar o plano, como a procrastinação intensa, o descumprimento dos horários que foram planejados e a necessidade de realocar as matérias entre os dias da semana.

É importante sempre lembrar que não existe um método “correto” para montar um plano de estudo. Esse plano deve ser baseado nas necessidades, objetivos e estilo de aprendizado de cada um. Isso facilita o desafio de manter a regularidade e a disciplina com o que está definido no planejamento.

Se você gostou das dicas, vai gostar de acompanhar nossas novidades sobre educação e vida escolar nas redes sociais. Siga o Colégio Verbo Divino no Facebook!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.