Como a metodologia ativa de ensino pode ajudar no ensino de crianças e adolescentes?

9 minutos para ler

A metodologia ativa de ensino é uma maneira eficiente de aprender sobre os mais diversos assuntos, de forma autônoma e participativa. No contexto escolar, esse método vem sendo utilizado, principalmente, para sanar algumas das dificuldades mais comuns presentes no processo de ensino e aprendizagem.

De fato, transformar o comportamento tanto dos educadores quanto dos alunos em sala de aula é um desafio, mas não é impossível. Até porque o intuito é que o estudante atue como protagonista, participando ativamente e sendo o principal responsável pela construção de conhecimento.

Continue a leitura e descubra como funciona a metodologia ativa de ensino, qual o papel do professor, como aplicá-la e porque ela pode ser bastante benéfica para o aprendizado de crianças e adolescentes. Vamos lá?

Entenda como funciona a metodologia ativa de ensino

As metodologias ativas surgiram com o objetivo de transformar e aperfeiçoar o modo como o conhecimento é transmitido aos estudantes. Elas funcionam com vistas a uma abordagem diferenciada, uma vez que os temas e assuntos são obtidos de uma forma mais ativa pelo aluno.

Ou seja, a metodologia ativa de ensino consiste em um método focado no fortalecimento da autonomia das crianças e dos jovens, colaborando significativamente para que eles aprendam mais rápido e, sobretudo, com mais qualidade.

As técnicas oferecidas são praticamente o oposto daquelas já consolidadas pelo modelo tradicional de docência, pois o indivíduo é incentivado a explorar os problemas e chegar a possíveis soluções por conta própria — contando, claro, com a mediação ou supervisão dos educadores quando necessário.

Um exemplo: a técnica pode ser inserida no dia a dia por meio das chamadas aulas invertidas. Nesse caso, a turma tem acesso aos conteúdos de forma totalmente online. Isso contribui para a otimização do tempo, que pode ser mais bem aproveitado para tirar dúvidas, interagir com os colegas e, ainda, desenvolver projetos extracurriculares.

Sendo assim, essas práticas pedagógicas mostram-se bastante eficazes para o processo de ensino e aprendizagem, visto que tornam possível ampliar o desempenho e o engajamento escolar. No entanto, como qualquer abordagem inovadora, o método ainda apresenta inúmeros desafios para diretores, educadores e demais envolvidos na gestão pedagógica.

Saiba porque o professor atua como um mediador no processo de construção do conhecimento

Um dos desafios enfrentados por gestores que desejam implementar as metodologias ativas em suas instituições é a existência de uma resistência por parte dos professores. Em grande parte, essa resistência decorre do fato dos profissionais ainda não compreenderem muito bem o seu papel nesse modelo ou mesmo do receio de perderem a sua autoridade dentro da sala de aula.

É certo que esse tipo de prática pedagógica visa distanciar o professor daquela posição anteriormente ocupada no modelo de educação tradicional, ou seja, a de detentor e transmissor do conhecimento. Ao contrário, o que a metodologia ativa de ensino propõe é que os educadores assumam a função de facilitadores do aprendizado dos alunos e de mediadores no processo de construção do conhecimento.

Vale ressaltar que, nesse processo, o estudante deve sair do antigo lugar de passividade, no qual apenas recebe os conteúdos disciplinares fornecidos pelos docentes. Para que possa se apropriar dos assuntos trabalhados — isto é, para que realmente aprenda — ele precisa assumir uma postura ativa e participativa. Em síntese, a ideia é que os próprios alunos construam o conhecimento.

O papel do professor continua sendo primordial, mas de uma forma diferente. Entre suas responsabilidades dentro dessa estratégia inovadora, as principais são:

  • relacionar o conhecimento teórico com a prática;
  • conectar as diferentes áreas do conhecimento;
  • estimular o trabalho em grupo e a colaboração mútua entre os alunos;
  • estimular o raciocínio crítico e reflexivo;
  • promover situações de discussão coletiva sobre problemas variados;
  • incentivar a busca de soluções criativas.

Descubra os principais benefícios da metodologia para o processo de aprendizagem

Antes de aplicar as metodologias ativas de ensino em sala de aula, é preciso transformar toda a forma de transmitir o conhecimento. Isso porque é essencial que o estudante seja estimulado a pensar de maneira diferente, sabendo como resolver problemas e conectando variadas ideias e conceitos.

Portanto, o professor deve se esforçar em levar conteúdos e materiais didáticos que sejam atrativos e, de preferência, interativos. Com isso, a turma sente-se mais envolvida e tem a chance de apresentar um desempenho escolar melhor.

Dessa maneira, confira a seguir quais são os principais benefícios que a técnica de ensino oferece para o processo de aprendizagem.

Desenvolvimento da confiança e da autonomia

Desenvolver a confiança e a autonomia desde cedo colabora para uma série de aspectos na evolução cognitiva das crianças e dos jovens. A partir desse incentivo, o crescimento torna-se mais saudável e o aluno tem a chance de adquirir conhecimentos que serão úteis para toda a vida.

Tais habilidades também são de extrema importância para adquirir a capacidade comunicacional, contribuindo diretamente para a criação de vínculos afetivos com os colegas e demais pessoas ao seu redor.

Aptidão para a resolução de problemas

Ter aptidão para a resolução de problemas torna o estudante competente para construir conhecimento por meio de situações desafiadoras. Ou seja, ele torna-se um verdadeiro pesquisador que desvenda a realidade, entendendo como ela é produzida e transformada.

Nesse tipo de abordagem pedagógica, o professor deve descrever claramente o problema e estabelecer as metas esperadas pela turma, abrindo espaço para que os alunos possam pensar por si próprios.

Protagonismo no aprendizado

A metodologia ativa de ensino também faz com que as crianças e os jovens se reconheçam como pessoas com direitos e valores próprios, principalmente por atuarem como protagonistas de seu próprio aprendizado.

Isso transforma toda a sala de aula, uma vez que o educador age como um mediador, dando a oportunidade para que os alunos envolvam-se de forma mais criativa e desenvolvam uma aprendizagem real e significativa.

Formação de pensamento crítico

Estimular o pensamento crítico é um fator essencial para proporcionar um ambiente fértil para o debate e a discussão de ideias, tornando possível que os estudantes questionem e avaliem os conteúdos e os materiais apresentados.

Um olhar crítico sobre a realidade também auxilia a compreensão, a leitura e a resolução de problemas, atributos necessários para o aumento do desempenho e para o sucesso em sala de aula.

Conheça os diferentes modos de aplicar o método ativo no ensino

Mas como aplicar a metodologia ativa de ensino na sala de aula? Antes de qualquer coisa, é preciso ter em mente que esse é um termo que abarca diferentes estratégias advindas de experiências, que são igualmente diversas. Por essa razão, professores e gestores educacionais devem avaliar quais se adequam melhor à dinâmica da sala de aula e à realidade dos alunos atendidos pelo colégio.

A dica, portanto, é de que além de conhecê-las, vale muito a pena experimentá-las na prática. Abaixo, veja alguns exemplos do uso desse tipo de metodologia.

Sala de aula invertida

Como o seu próprio nome sugere, essa prática procura “inverter” a lógica do ensino tradicional. Para tanto, propõe-se que o aluno venha para a aula já tendo tido contato com o conteúdo — a tecnologia pode ser uma grande aliada para isso.

O momento da aula propriamente dito é utilizado para que eles apresentem dúvidas ao professor, resolvam questões, promovam e participem de discussões, etc.

Gamificação

Nesta proposta, a experiência dos jogos é trazida para o contexto educacional. Assim, cabe ao professor promover situações interativas de competição (saudável, é claro) entre os estudantes. Verifica-se que, por meio dos jogos, as crianças e jovens ficam engajados e se empenham mais, uma vez que têm um objetivo a cumprir.

Aprendizagem por problemas

O propósito da aprendizagem baseada em problemas é a de que os alunos aprendam por meio da cooperação a resolver os desafios. A metodologia busca desenvolver as habilidades de reflexão, investigação, crítica, criatividade e autonomia dos estudantes. Ao docente cabe a tarefa de intermediar os trabalhos, oferecendo caminhos possíveis e referências para a pesquisa.

Elaboração de projetos

A ideia aqui é que os alunos aprendam, literalmente, fazendo. Ou seja, além do caminho da investigação para a solução de problemas, espera-se que eles coloquem a mão na massa e deem vida aos seus projetos. Em geral, há um incentivo para que as propostas ultrapassem os muros da escola e se relacionam com a comunidade.

Confira as vantagens de optar por uma escola que ofereça a metodologia ativa de ensino

Optar por uma instituição de ensino que ofereça a metodologia ativa no currículo pedagógico traz uma série de vantagens. Por meio dela, os alunos são mais bem habilitados para receber e dar feedbacks, gerando uma reflexão sobre o seu processo de aprendizagem. Sem contar que cria-se maior envolvimento dos estudantes, incentivando-os a se tornarem mais responsáveis e conscientes.

Os professores também são desvinculados da figura de autoridade, o que aperfeiçoa a relação entre a turma e o docente. Isso porque a ação educativa deve estar comprometida com a integração dos alunos, provocando alterações na cultura e promovendo novas formas de posicionamento frente aos desafios cotidianos.

Ou seja, a técnica é capaz de reunir diferentes linguagens e temas que possibilitam o diálogo com o universo lúdico do jovem e, também, com seus interesses e habilidades. A escola, nesse sentido, deve acompanhar todo o processo de desenvolvimento e buscar, sempre que possível, aguçar a curiosidade para aprimorar as capacidades cognitivas e socioemocionais dos alunos.

Com a metodologia ativa de ensino, é possível alcançar os objetivos pedagógicos propostos e engajar os estudantes para que tenham um desempenho mais significativo. Dessa maneira, uma série de competências podem ser estimuladas, que serão bastante úteis para o crescimento do aluno, melhorando sua percepção e atitude em relação à captação do conhecimento.

Este post trouxe informações relevantes para você? Então, compartilhe-o em suas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso a este conteúdo!

Posts relacionados

Deixe um comentário