Conheça as 5 habilidades profissionais mais exigidas atualmente

6 minutos para ler

Para se destacar em qualquer profissão de nível superior, apenas cursar uma graduação não é o suficiente. Existem outros quesitos que são exigidos pelos recrutadores para selecionar os candidatos ideais para as vagas de emprego, e isso inclui algumas habilidades profissionais.

O mercado de trabalho está se tornando mais exigente, delimitando de modo bem específico as características que deseja em seus profissionais. Nesse sentido, existem habilidades que são consideradas imprescindíveis pelas organizações.

Quer saber quais são elas? Então continue a leitura, pois vamos mostrar a você quais são as aptidões profissionais indispensáveis atualmente!

1. Criatividade

Nenhum gestor deseja “mais do mesmo”, certo? Sendo assim, para apresentar ideias e soluções inovadoras, é importante que o colaborador seja criativo. Essa é uma habilidade importante para profissionais das mais diversas áreas.

Uma pessoa criativa não é apenas aquela que consegue criar algo, mas também solucionar problemas. A capacidade de contorná-los, frequentemente pertence aos colaboradores que conseguem pensar ativamente, fazendo as perguntas certas para chegar à conclusão mais certeira.

Isso significa, portanto, olhar para um problema por diferentes ângulos. Logo, quem é criativo vai além do que é esperado, sendo dotado de iniciativa e competência para contagiar a equipe na busca de novos objetivos.

Caso você não saiba se é, de fato, uma pessoa criativa, experimente perguntar isso a diferentes pessoas, incluindo amigos e colegas de profissão. Saiba que a criatividade é uma habilidade que pode ser aprimorada, então, ao contrário do que muita gente pensa, não é uma característica inata.

2. Autoconfiança

Se você tem dificuldades de acreditar em si mesmo, especialmente quando se trata da sua atuação na profissão, saiba que é necessário urgentemente mudar isso. A autoconfiança é uma aptidão bastante requisitada pelas empresas, pois garante que o colaborador tenha a capacidade de assumir riscos de modo seguro.

Além disso, quem tem segurança com as suas próprias habilidades profissionais e seus conhecimentos consegue transmitir isso aos demais — o que acaba, inclusive, fazendo com que as pessoas confiem nas ideias apresentadas. Essa característica é fundamental no exercício de qualquer profissão.

O modo como colegas e gestores enxergam um colaborador também está diretamente ligado ao que ele pensa sobre si mesmo. Por isso, é importante estar seguro de si e agir de acordo com o que acredita ser o correto.

Sabemos que, nem sempre é possível ser tão autoconfiante assim — principalmente no começo da profissão —, mas essa é uma habilidade que vem com o autoconhecimento. Conforme você vai se conhecendo e identificando as suas falhas, mais fácil se torna aprimorá-las para que, enfim, a confiança em si mesmo se torne algo natural.

3. Competitividade

Existem características que são constantemente atreladas a um sentido negativo, como a ambição e a competitividade. No entanto, ambas podem fazer você chegar onde deseja profissionalmente. Inclusive, a competitividade é uma habilidade exigida pela maioria das empresas atualmente.

Isso não significa passar por cima dos colegas de equipe, mas ser dotado de motivações profissionais e pessoais, traçando metas claras e realizando um ótimo trabalho na organização.

Quem é competitivo consegue estipular objetivos maiores que os seus superiores, sabendo inovar e frequentemente se questionar sobre a sua atuação, buscando descobrir onde pode melhorar. Dessa forma, o profissional competitivo costuma estar um passo à frente dos concorrentes, procurando incrementar o currículo com novos cursos, como MBA e especializações.

Isso ajuda a alavancar não apenas a carreira do profissional competitivo, mas a situação da própria empresa, que consegue vantagens no mercado por contar com um colaborador que a motiva a seguir em frente.

4. Trabalho em equipe

Atire a primeira pedra quem nunca se estressou ao trabalhar em equipe. Lidar com pessoas de diferentes personalidades e pensamentos nem sempre é fácil, mas é necessário. Isso acontece porque um ambiente de trabalho com colegas que brigam constantemente ou que não se dão bem pode prejudicar a saúde da organização.

Por isso, é comum que recrutadores perguntem aos candidatos a uma vaga se eles sabem trabalhar em equipe. Essa é uma habilidade fundamental, pois são raras as pessoas que conseguem avançar profissionalmente sozinhas. Se você quer ter sucesso, saiba que é necessário lidar com o outro.

É importante ser tolerante e entender o ritmo de trabalho dos profissionais da sua equipe, inclusive os diferentes modos de realizar uma mesma tarefa. Se ambas as abordagens chegam ao mesmo resultado, nenhuma é melhor que a outra, certo?

O trabalho em equipe é fundamental para uma empresa a partir do momento em que diferentes profissionais trabalham juntos em busca do mesmo objetivo. Já ouviu aquele ditado popular que “duas cabeças pensam melhor que uma”? Isso se aplica nesse caso. 

Ainda que seja normal existirem discussões, o importante é não deixá-las tomar proporções maiores, ao ponto de se tornarem pessoais e, com isso, difíceis de serem contornadas.

5. Assertividade

Se você pensou que assertividade tem a ver com estar sempre certo, saiba que não é bem esse o sentido da palavra. Na verdade, ela está ligada à capacidade de defender os seus direitos ou ideias de modo calmo e argumentativo, sem usar a agressão ou aceitar algo que não concorda por medo de enfrentar a situação.

Pode parecer muito difícil encontrar esse equilíbrio, mas saiba que é possível. Discutir agressivamente não produz efeito positivo para nenhuma das partes, enquanto não demonstrar o seu ponto de vista é ruim apenas para você. De qualquer forma, nenhum dos casos é saudável em um ambiente de trabalho.

É necessário ser assertivo, ou seja, identificar e lidar com as próprias emoções — algo que está intimamente conectado à inteligência emocional. Isso significa que o colaborador precisa ser firme, direto e persistente quando considerar necessário.

Existem diversas habilidades profissionais que não são somente desejadas, mas exigidas pelo mercado de trabalho. No entanto, como nem sempre é fácil aprimorá-las ou obtê-las sozinho, vale a pena cursar uma pós-graduação em busca desse objetivo. Dessa forma é possível alcançar o seu potencial máximo na profissão e conquistar os resultados desejados.

Gostou deste artigo? Então curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de outros conteúdos informativos!

Posts relacionados

Deixe um comentário