Você sabe o que é a educação humanizada? Confira!

6 minutos para ler

A escola deve oferecer uma formação completa ao aluno, que promova não só seu desenvolvimento acadêmico, mas seu desenvolvimento humano. Estamos falando de uma educação humanizada, que ensina o aluno a pensar e desperta nele o interesse pelo conhecimento. Nesse processo, respeitar suas individualidades e abrir espaço para que ele possa expressar suas ideias e seus sentimentos é essencial.

Quer entender melhor como esse acolhimento pode acontecer na sala de aula e quais benefícios esse recurso oferece aos alunos? Continue a leitura deste post e veja também como essa forma de ensinar é um importante fator de motivação para os estudos!

Quais são as características da educação humanizada?

A educação humanizada valoriza as relações humanas, as emoções e as particularidades de cada aluno. Assim, em vez de a aprendizagem estar focada exclusivamente no bom desempenho acadêmico da turma, ela promove o acolhimento do estudante, de modo que ele se sinta seguro e confortável para aprender.

Com isso, a criança ou o adolescente começa a se conhecer melhor, descobre suas potencialidades e se prepara para enfrentar desafios. Receber uma nota baixa ou ser reprovado, nesse contexto, não é motivo para vergonha ou sinônimo de fracasso, mas uma oportunidade para trabalhar os pontos que precisam ser melhorados. Essa é, na verdade, uma forma de aprender com os erros.

Para construir o ensino humanizado, professores e toda a equipe da escola têm uma relação mais próxima e de confiança com os alunos. A afetividade, a amizade e o respeito ganham destaque em todo esse processo.

Em resumo, o estudante recebe uma formação integral, que além de proporcionar seu sucesso profissional, fornece as bases para que ele seja um bom cidadão e entenda seu papel na sociedade. Essa é, portanto, uma metodologia focada também no desenvolvimento pessoal, fundamental para que o aluno esteja preparado para a vida.

Quais são os benefícios desse recurso na formação dos alunos?

As escolas que trabalham com a educação humanizada valorizam o desenvolvimento das habilidades socioemocionais dos alunos. Veja a seguir quais competências são essas e quais são seus benefícios na formação de crianças e jovens.

Empatia

O primeiro ponto é a empatia, na qual o aluno passa a respeitar as pessoas, pois consegue se colocar no lugar do outro. Dessa maneira, aceita as diferenças e opiniões divergentes, o que vai gerar ganhos para a sua socialização e também para a redução de conflitos. Ao trabalhar com a empatia, a escola é capaz de prevenir os casos de bullying, por exemplo.

Altruísmo

As crianças e os jovens se tornam altruístas, ou seja, adotam um comportamento ou realizam ações que possam beneficiar outras pessoas da sociedade. Eles entendem, nesse caso, a importância de participar de um trabalho voluntário ou ainda de cuidar do meio ambiente.

Colaboração

A educação humanizada valoriza as relações interpessoais e incentiva o trabalho em equipe. Os alunos entendem como a união de esforços pode fazer a diferença em qualquer tipo de projeto. Dessa forma, passam a valorizar o potencial do colega, aprendem a expor suas ideias, conseguem escutar o outro e mostram-se dispostos a ajudar quem está em dificuldade.

Autoconfiança

Quando a escola oferece um ambiente que permite ao aluno expor seus pensamentos e compartilhar ideias, ao mesmo tempo em que respeita suas particularidades e promove um bom convívio com os outros, incentiva também a autoconfiança.

Isso acontece porque o trabalho dos professores é direcionado para mostrar que o estudante é capaz, e que o importante é tentar e se arriscar. Como ele recebe esse acolhimento, passa a acreditar mais em si mesmo e nas suas potencialidades.

Autonomia

Como o aluno é estimulado a pensar, expressar seus sentimentos e suas ideias, ele fica encorajado a se tornar protagonista no processo de busca pelo conhecimento e para aprender novas tecnologias. Assim, vai desenvolvendo a autonomia e também o empreendedorismo — o que gera ganhos no futuro para o seu desenvolvimento de carreira.

Persistência

Não é sempre que fazemos a coisa certa. Os erros fazem parte do aprendizado, e o que a educação humanizada faz é mostrar que falhar é natural, mas que cabe ao aluno não desistir. Pode errar uma, duas ou três vezes: o importante é persistir e não desistir diante das dificuldades.

Como a humanização pode ser um fator motivador para os estudos?

Além de proporcionar seu desenvolvimento pessoal e preparar o aluno para a vida e para os desafios do futuro, um ponto importante da educação humanizada é a motivação que traz para os estudos.

Como a escola se torna um ambiente seguro e acolhedor, e as relações interpessoais são saudáveis, a criança ou o adolescente fica mais motivado para sair de casa e entrar em sala de aula, para encontrar os amigos e para aprender.

Tudo isso acontece porque ele sabe que suas ideias serão ouvidas e que ele será encorajado a descobrir o conhecimento. O aprendizado se torna prazeroso, e não uma obrigação ou um fator causador de estresse no dia a dia.

Qual é o papel da família nesse processo?

Quando o estudante recebe uma educação humanizada, passa a entender melhor seus sentimentos e a valorizar os laços de afetividade. Com isso, ele tende a se aproximar e a criar uma relação de confiança com a família.

É importante que pais e responsáveis também participem desse processo, permitindo que a criança demonstre e expresse seus sentimentos, de forma a manter a conduta adotada pela escola.

É essencial ainda que a família estabeleça uma parceria com a instituição de ensino. O objetivo dessa ação é dar o suporte, o acolhimento e o afeto que o aluno precisa para se desenvolver de forma integral.

Agora você já sabe que um ensino completo deve ser pautado em uma educação humanizada. Ao procurar uma escola para o seu filho, leve em conta se a instituição trabalha com essa abordagem na forma de transmitir o conhecimento. Uma grande vantagem é ter a tranquilidade de saber que a criança ou o adolescente vai crescer entendendo a importância de valores fundamentais para a vida em sociedade.

Você já tinha ouvido falar na humanização do ensino? Gostou dos esclarecimentos que trouxemos neste post? Para ficar por dentro de outros conteúdos como este, assine a nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe um comentário