como estudar para o enem em 60 dias

Como estudar para o Enem em 60 dias: um guia para a reta final

O ano letivo vai chegando ao fim e, com isso, surge a dúvida em muitos estudantes: saber como estudar para o Enem em 60 dias. Pois saiba que, mesmo faltando pouco tempo para a prova, é possível obter um bom desempenho e tirar uma nota adequada para garantir a aprovação em uma instituição de ensino.

Praticamente todas as faculdades no país exigem a nota do exame para ingressar no Ensino Superior. Dessa maneira, devido ao curto espaço de tempo, é preciso ter foco e intensificar os estudos nessa reta final.

E para entender como estudar para o Enem em 60 dias, separamos algumas dicas valiosas para ajudar o seu filho a passar por essa fase. Vamos lá?

Entenda a importância de se preparar para o Enem

O Enem é uma avaliação fundamental para quem deseja entrar em uma universidade no Brasil, tanto pública quanto particular. Elaborada pelo Ministério da Educação (MEC), a prova tem 180 questões mais a redação, de caráter eliminatório. Atualmente, o exame é aplicado em dois finais de semana consecutivos, com 5 horas de duração no primeiro dia e, no segundo, há um acréscimo de 30 minutos para a elaboração da redação.

Sendo assim, é essencial que os candidatos preparem-se adequadamente e estudem ao longo de todo o ano para conseguir obter um bom desempenho —sobretudo na reta final, quando geralmente o nervosismo surge, deixando o estudante ansioso e aflito. 

Para evitar uma baixa na produtividade, é necessário se organizar e elaborar um cronograma para dar conta de revisar todas as matérias em menos de 2 meses. Para isso, é recomendável criar um plano de estudos para detalhar a rotina até o dia da prova, aumentando as chances de otimizar o tempo e potencializar o aprendizado. 

Ou seja, quanto mais dedicação e empenho, maior a possibilidade de apreender os diferentes conteúdos, conseguindo revisar as disciplinas a tempo. Nesse sentido, o planejamento é um aspecto fundamental, pois o candidato adquire mais confiança e segurança para passar pela avaliação.

Descubra como estudar para o Enem em 60 dias

No momento de elaborar o cronograma de estudos, é importante que o estudante conheça bem a estrutura da prova e saiba, também, quais são os temas mais abordados pela banca organizadora. Seu filho deve ser realista e entender que, mesmo estando a poucos dias do exame, é preciso dedicar-se o máximo possível para tirar uma boa nota. Para isso, confira a seguir algumas dicas úteis de planejamento para a reta final.

Organizar as atividades da semana

Organizar os compromissos semanais é o primeiro passo. Para isso, o aluno pode elaborar um calendário até o dia do exame para visualizar quanto tempo ele tem disponível até o grande dia. Todas as atividades devem ser consideradas: refeições, descanso, escola etc. Com isso, será mais simples definir os horários para dedicar-se ao Enem.

É interessante que no cronograma esteja especificado qual o momento do dia que o estudante tem mais facilidade para absorver os conteúdos. Feito isso, é possível elencar as prioridades, analisando se alguma tarefa ou compromisso pode ser deixado para depois.

Criar um plano de estudos personalizado

Um bom plano de estudos é capaz de orientar de forma eficaz o candidato para a preparação final do Enem. Contando com o planejamento, o estudante pode especificar quais são as matérias que devem ser revisadas, quanto tempo de estudo é necessário para cada dia e, ainda, quais são os assuntos mais cobrados na prova.

Powered by Rock Convert

Feito isso, é fundamental seguir o plano à risca para conseguir absorver o máximo de conteúdos possível até a data da avaliação. Mesmo que pareça difícil, é preciso ter em mente que o tempo deve ser utilizado com sabedoria, ainda mais faltando tão pouco para a aplicação do exame.

Estabelecer prioridades

Tendo em mente quais são as disciplinas que o aluno tem mais dificuldade, é possível definir quais são os temas que devem ser priorizados na reta final. Portanto, é interessante dedicar-se ao dobro, criando resumos ou estudando por meio de materiais complementares.

Já as disciplinas de maior afinidade e facilidade podem ser deixadas para o final do plano de estudos, apenas para serem revisitadas. De todo modo, é fundamental conhecer quais são os conteúdos mais cobrados em cada área, pois é por meio dessa informação que o estudante terá condições para elencar o que deve ser ou não prioridade.

Refazer as provas anteriores

Refazer as provas dos anos anteriores pode dar uma excelente base para o candidato. Para muito além de apenas saber quais são os temas mais cobrados, é possível simular o momento de aplicação do exame e entender a fundo como é a estrutura da avaliação.

Até porque o aprendizado é potencializado quando o aluno refaz as questões do Enem. Na internet são disponibilizadas inúmeras questões antigas com o gabarito, mas é interessante que o estudante conte com a ajuda de um professor para auxiliar na correção e, também, para avaliar quais são as maiores dificuldades observadas.

Treinar a redação

A redação faz com que muitos candidatos sejam eliminados, pois muitas vezes essa parte da prova é subestimada e não incluída nos estudos. Por isso, ler e escrever bastante é um pré-requisito essencial para quem deseja se dar bem no Enem e conseguir uma boa classificação no exame.

O ideal é que o aluno reserve, no mínimo, alguns minutos do dia para treinar a parte escrita, seja um ou dois parágrafos, ou até mesmo um texto completo que fale dos assuntos da atualidade. Deve-se lembrar que o gênero textual da redação do Enem é o dissertativo-argumentativo, ou seja, é preciso apresentar o tema e, logo após, construir o ponto de vista de forma clara e objetiva.

Reservar momentos para o descanso

Por fim, é essencial reservar momentos voltados para o lazer e para o descanso. Até porque, diante da alta carga de tarefas o aluno pode acabar tendo uma baixa na produtividade, muitas vezes por não descansar de forma adequada. É preciso respeitar os sinais do corpo e, mesmo que a prova esteja se aproximando, nada deve ser mais priorizado do que a saúde. 

Uma boa noite de sono, por exemplo, revigora o organismo e atua positivamente sobre a disposição e a capacidade de apreender conhecimento. Sendo assim, as pequenas pausas na rotina são essenciais para alcançar um bom desempenho.

Saber como estudar para o Enem em 60 dias aumenta as chances do candidato, mesmo que ele tenha deixado os estudos para a reta final. Lembre-se de que o resultado da nota vai depender, exclusivamente, da dedicação e da organização prévia do aluno, e o pais tem um papel fundamental de estimular os filhos a darem o melhor de si nesse momento.

Gostou do conteúdo? Aproveite a visita e saiba também como motivar o seu filho a dedicar-se cada vez mais aos estudos!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.