Como aproveitar o tempo livre para incentivar a leitura

3 minutos para ler

Aprender a ler. Aprender a ler e entender o que leu. Aprender a ler, entender o que leu e refletir para fazer uma análise crítica do que leu. É … leitura não é algo tão simples! Não é um ato que surge natural e espontaneamente; mas sim uma conquista, uma construção social. Inegavelmente, ler é essencial e, cada vez mais, o é porque, no turbilhão de informações que nos bombardeiam no mundo atual, é preciso saber extrair o que é significativo e necessário. “Mas o que fazer, então, para incentivar meu filho a ler? Para incentivar meu filho a gostar de ler?” Essas são perguntas que muitos pais se fazem e aqui vão algumas dicas que você pode colocar em prática nesse tempo de pandemia, em que os filhos estão mais tempo em casa.

Como em outros aspectos da educação, exemplo é fator primordial. Portanto, ande sempre com livros, leia. Nada melhor do que estar com um bom livro ao aguardar em uma fila de banco ou em um consultório médico. As crianças costumam se espelhar nos adultos. Outro caminho é mostrar os livros para os filhos como um item de diversão, criando momentos de “contação de história” em família de modo interessante, brincando, fazendo vozes. Nesses momentos, pais e filhos podem se alternar como leitores. Essa vivência certamente se consolidará como memória afetiva e fortalecerá o vínculo positivo tanto com os pais, quanto com os livros.

Experimente contextualizar o tema lido, mostrando semelhanças ou diferenças entre a história e o dia a dia da criança. Essa é uma forma de tornar a experiência de ler ou ouvir uma história mais significativa. Visitas a bibliotecas e livrarias também contribuem para a valorização dos livros e da leitura em si. Passeios em shoppings centers deveriam sempre incluir uma passada em livrarias, onde um universo mágico de opções pode despertar interesse por categorias de livros até então desconhecido. Vale lembrar que livros são ótimas opções de compra para presentear parentes e amigos.

Uma ideia bem bacana é disponibilizar em casa um espaço, estante ou prateleira, para que seu filho organize sua biblioteca! E, por fim, não esgotando aqui todas as dicas que poderiam ser dadas, é importante ressaltar que, cuidando para que o conteúdo seja sempre saudável e apropriado à faixa etária, vale todo tipo de leitura, inclusive as histórias em quadrinhos, tão atrativas para as crianças. Que tal aproveitar esse período em que estamos mais tempo em casa para incentivar ainda mais a leitura?

“A leitura do mundo precede a leitura da palavra, daí que a posterior leitura desta não possa prescindir da continuidade da leitura daquele. Linguagem e realidade se prendem dinamicamente”. (Paulo Freire)

Texto de Regina Gabrig, orientadora educacional do Ensino Fundamental – Anos Iniciais

Posts relacionados

Deixe um comentário